7 startups brasileiras que estão de olho no futuro da educação

7-Startups-brasileiras-bonnett-inoveduc-destaque
Débora Thomé
Escrito por Débora Thomé

Em 2018, um mapeamento da Associação Brasileira de Startups identificou no país 364 edtechs, empresas especializadas no desenvolvimento de soluções inovadoras para educação.

Essas startups, cujas receitas crescem em média 20% ao ano, vêm buscando responder a demandas de um setor que passa por aceleradas transformações, provocadas por fatores como o avanço tecnológico e as mudanças no mercado de trabalho.

. Startups estão construindo o presente digital da educação 
. Bett Startups anuncia as edtechs participantes em 2019

Uma pesquisa publicada pela Pearson no ano passado mostrou que o YouTube está entre as formas favoritas de aprendizagem de jovens com idades entre 14 e 23 anos, uma geração cujas preferências de aprendizagem estão intimamente ligadas à tecnologia.

Nós não estamos mais aprendendo e ensinando como antes”, avalia Vincent Bonnet, gerente de Inovação da Pearson no Brasil.

O futuro do trabalho 4.0 depende da transformação digital da educação

Outro estudo da Pearson, em parceria com a Universidade de Oxford e a Nesta, concluiu que apenas 10% das pessoas estão em ocupações com alta probabilidade de aumentarem sua demanda por profissionais até 2030.

E que as chances de empregabilidade dependerão da capacidade dos sistemas educacionais de ajudarem os futuros trabalhadores a desenvolverem habilidades como criação de estratégias de aprendizagem e resolução de problemas complexos.

. E-book feito em parceria com Future Education ensina a criar uma edtech

Como muitas outras áreas, a educação passa por uma transformação digital. Isso afeta não somente as ferramentas e os processos, mas também os comportamentos dos educadores e dos alunos.

Confira as 7 edtechs selecionadas pelo especialista

A seguir, Vincent Bonnet indica sete startups brasileiras que acompanham essa transformação, olhando para o futuro da educação.

. CEO da Wharton Alumni Angels avalia mercado de edtechs como promissor

Segundo esclareceu, foi uma tarefa desafiadora selecionar apenas algumas edtechs em um universo que está cada vez mais vasto, com empresas novas surgindo a todo instante.

No entanto, acredito que esta lista traga alguns bons exemplos de startups em diferentes níveis de maturidade, que vêm se destacando pela originalidade e inovação”, disse Bonnett.

 

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
[email protected]