Aceleradora Estação Hack seleciona startups de edtech

estacao-hack-inoveduc
Débora Thomé
Escrito por Débora Thomé

estacao-hack-inoveducO Facebook e a Artemisia estão juntos para apoiar uma nova geração de negócios inovadores que usem a força dos dados para gerar impacto social. A Aceleradora Estação Hack – Dados para Impacto Social pretende potencializar negócios inovadores com soluções tecnológicas que usem dados para gerar mudanças positivas no país.

Serão selecionadas até dez startups para participar do processo intensivo de aceleração dentro da Estação Hack — o primeiro centro para a inovação criado pelo Facebook no mundo. As inscrições já estão abertas. O prazo fica aberto até 29 de outubro.

O programa terá duração de seis meses e impulsionará empreendedores com soluções tecnológicas que tenham alto potencial de gerar impacto social em larga escala, por meio do uso de dados.

Com o programa, os participantes terão:

  • Residência Estação Hack – seis meses de aceleração dentro do primeiro centro para inovação criado pelo Facebook no mundo.
  • Metodologia Artemisia – acesso a teoria e práticas desenvolvidas pela organização com foco no que é essencial ao desenvolvimento do negócio e do(a) empreendedor(a).
  • Modelo de negócio – apoio na formação do modelo de negócio.
  • Impacto social – refinamento do impacto social das soluções de forma transversal em todo conteúdo do programa.
  • Mentorias – conexão com especialistas em negócios, impacto social e tecnologia (mentores da rede Artemisia e Facebook).
  • Rede Artemisia – entrada na Rede Artemisia, composta por um robusto grupo de empreendedores(as), parceiros, mentores, etc.
  • Ferramentas e conteúdos – acesso à curadoria de conhecimento do que existe de mais de inovador no mundo das startups e de impacto social, alinhada às necessidades do grupo de empreendedores.

Edtech é uma das áreas contempladas

As organizações compartilham a visão de que o empreendedorismo é uma estratégia eficiente para apoiar o desenvolvimento social do Brasil. Entre os temas escolhidos para aceleração está o setor de tecnologia em Educação, ou edtech.

Os escolhidos farão parte da Rede Artemisia, composta por um grupo altamente qualificado de empreendedores que estão transformando o Brasil. A Artemisia é uma organização sem fins lucrativos, pioneira na disseminação e no fomento de negócios de impacto social no Brasil.

Também são procurados negócios inovadores com potencial para melhorar a vida de milhões de pessoas a partir da inteligência de dados aliada à tecnologia da plataforma do Facebook, com soluções voltadas para:

O que você precisa saber antes de participar da seleção?

O Facebook pretende, com a iniciativa, colaborar para o desenvolvimento do ecossistema econômico e de tecnologia no Brasil. Já a Artemisia apoia negócios voltados à população de baixa renda, rentáveis e que possuam potencial de escala. Sua missão é identificar e potencializar uma nova geração de empreendedores e negócios de impacto social.

Em 12 anos, a organização apoiou mais de 300 iniciativas apoiadas. Nos últimos seis anos, o programa Aceleradora da Artemisia selecionou 100 negócios. Entre os que passaram pela aceleração, 51% receberam investimentos que somam mais de R$ 79 milhões.

Algumas perguntas importantes devem ser respondidas. Aperte o play!

A Estação Hack foi anunciada pelo Facebook no fim de agosto. Abrigará, além da aceleração de startups, outras iniciativas. Cursos gratuitos de programação para jovens e workshops sobre empreendedorismo e planejamento de carreira são algumas delas.

Serão oferecidas bolsas para mais de 7.400 jovens brasileiros, por ano. Haverá, ainda, sessões dos programas de empreendedorismo e de marketing digital do próprio Facebook. O espaço deverá ser aberto até o fim do ano.

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
[email protected]