A visão dos usuários sobre o futuro da tecnologia educacional

Lars Janér

Nós, que trabalhamos na indústria de tecnologia para educação, somos constantemente questionados sobre o futuro do ensino e da aprendizagem. Principalmente em um mundo cada vez mais conectado e dominado pelo software.

A verdade é que essa é uma pergunta que nós mesmos nos fazemos diariamente. E seria ótimo se houvesse uma resposta clara e simples — uma bola de cristal para enxergar o que ainda está por vir.

É justamente por isso que procuramos promover e participar de encontros com grupos de clientes para falar sobre como a tecnologia pode ajudar a educação e como plataformas de ensino como a nossa podem evoluir para continuarem relevantes.

. Especialistas do Getting Smart criam e-book com informações sobre IA
. Fique de olho: blockchain vai transformar também a Educação
. CESAR School, no Recife, prepara profissionais de olho no futuro

Recentemente, um grupo presente em nossa sede nos EUA definiu suas prioridades em uma lista com o que consideram seus três maiores desafios atuais:

Apesar de a proposta do encontro ter sido de “imaginar o futuro da educação”, é interessante observar a abordagem desse grupo — justamente porque começa com os desafios — no contexto das pessoas impactadas pela tecnologia, que permite o desenvolvimento de soluções a partir disso.

Falar de tecnologia e futuro tentando encontrar soluções antes de identificar corretamente os problemas inverte a equação que mais pode ajudar nossa indústria a avançar. É preciso encarar os problemas e desafios de frente, e começar a desenhar juntos o futuro da tecnologia educacional a partir daí.

Lars Janér

Lars Janér

Diretor para América Latina da Instructure (NYSE:INST), empresa americana desenvolvedora de software para ensino acadêmico e treinamento corporativo. Sua principal plataforma, Canvas, é utilizada por mais de três mil instituições de ensino no mundo, incluindo Harvard, Stanford, Wharton, Yale e Berkeley . Lançado mais recentemente, o software de treinamento corporativo Bridge foi escolhido por empresas como Tesla, Microsoft e Slack. Antes de assumir a posição atual, foi responsável pela operação no Brasil da Kaltura, plataforma de vídeo online líder nos mercados de educação e corporativo. Cursou graduação e mestrado em Administração de Empresas na PUC-Rio

Ver todas as postagens publicadas por Lars Janér