Qual é a melhor profissão para o seu filho?

João Kepler
WhatsAppFacebookShare

No dia a dia, é muito comum ler ou ouvir alguém dando dicas e ensinando fórmulas quase que mágicas para atingir o sucesso. E, com toda certeza, você como pai ou mãe espera que seu filho possa fazer parte do seleto grupo de pessoas bem-sucedidas na vida.

Convenhamos que, apesar de ser um tema relativamente comum, não existe mágica. E se alcançá-lo fosse assim tão fácil, todas as pessoas o atingiriam.

É claro que o sucesso é uma questão muito relativa. Depende de perspectiva. E não diz respeito somente a dinheiro, como muita gente imagina (tem gente que pensa que dinheiro é sinônimo e garantia de sucesso). Se isso fosse verdade, pessoas ricas nunca se sentiriam infelizes, e todas teriam um enorme sucesso.

futuro-artigo-inoveduc

O que os pais precisam entender e passar aos seus filhos é que o sucesso não é só chegar ao topo da escada. Mas é ter a coragem de tentar a subida, de empreender, de dar o melhor de si por uma causa que leve as outras pessoas a serem mais felizes e a sociedade a ser melhor.

Em meu novo livro “Educando Filhos Para Empreender”, abordo diversos temas que fazem parte do cotidiano de qualquer família. Falo sobre criação, educação empreendedora, papel dos pais, o poder e a importância da liberdade de escolha dos filhos. E apresento exemplos práticos em situações em que os pais precisam se enxergar como “orientadores” dos filhos.

. O que você vai ser quando crescer?
. Profissões da era do sedentarismo emocional

Você, pai ou mãe, com certeza já percebeu como a sociedade moderna tem evoluído de forma constante e incrivelmente rápida.

Principalmente da nossa geração para cá, nem preciso falar! A todo momento somos expostos a novas invenções, tecnologias e modismos que desaparecem na mesma velocidade que surgiram.

O que muitos pais talvez ainda não tenham se dado conta é que, em meio a todo esse processo de desenvolvimento e adaptação, algumas profissões desapareceram, assim como outras estão surgindo para suprir as novas demandas e necessidades da contemporaneidade.

As profissões do futuro talvez ainda nem existam

Meu objetivo aqui não é assustar ninguém. Mas fazer uma alerta em relação às mudanças que já ocorreram — e que vão continuar ocorrendo —em nossa sociedade como um todo.

Seu filho não precisa se desesperar e correr para buscar uma segunda formação. Pelo contrário.  Só precisa começar a pensar em como utilizar seus conhecimentos a favor da criação do seu próprio negócio, por exemplo. Pode se tornar um especialista ou montar uma empresa de consultoria, ou que venda produtos e serviços exclusivos.

. Crianças de 5 a 16 anos criam suas primeiras startups na SuperGeek

Lembre-se de que as mudanças devem ser encaradas sempre como uma forma positiva de recomeçar e traçar novos rumos.

Meu conselho para o filho que optar por ser um funcionário e seguir carreira em uma empresa.

  • Fique antenado
  • Não se feche para o novo
  • Comece a olhar tudo por outras perspectivas e ângulos.

Procure inovar também na sua carreira e se preparar para buscar uma oportunidade nesse novo mercado que não espera nada menos que isso. Cada escolha representa uma oportunidade. Cada queda um aprendizado. E cada atitude uma consequência.

O simples fato de você estar lendo esse artigo já o coloca em um grupo privilegiado. O de pais que têm a oportunidade ilimitada para criar uma vida bem-sucedida (na sua medida) para o seu filho.

João Kepler

João Kepler

Empreendedor, especialista em startups, e-commerce, vendas e marketing digital. Foi premiado como um dos maiores incentivadores do ecossistema empreendedor brasileiro e vencedor do prêmio Spark Awards da Microsoft, como investidor-anjo. É pai de três jovens empreendedores e autor do livro “Educando filhos para empreender” (Editora Literare Books)

Ver todas as postagens publicadas por João Kepler