Celso Lisboa e Inoveduc promovem curso sobre metodologias ativas

Letícia Santos
Escrito por Letícia Santos

Uma das principais tendências educacionais é o uso das metodologias ativas. Segundo especialistas, um dos diferenciais dessa metodologia é que ela incentiva o aluno a ser protagonista do próprio processo de aprendizagem. Não é por acaso que as novas políticas educacionais, como a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), já preveem uma educação com maior engajamento por parte dos estudantes.

Isso exige, também, uma mudança na postura do professor, que agora deve atuar como um mediador dos conteúdos. Mas, como esses profissionais podem aplicar as metodologias ativas em sala de aula de maneira eficaz e prática?

O curso “Formação vivencial em metodologias ativas”, desenvolvido pela Celso Lisboa, em parceria com o InovEduc, estimulará os professores a pensar e planejar situações de aprendizagem utilizando como ferramenta as metodologias ativas de ensino.

As inscrições para o curso já estão abertas e podem ser realizadas no site da Celso Lisboa. As aulas terão início no dia 14 de julho de 2018 e serão mediadas pelos professores da instituição: Fernanda Bossemeyer Centurião e Erick Vaz Guimarães.

Professores aprenderão através de atividades ‘mão na massa’

A formação é voltada para professores dos diversos segmentos educacionais (educação básica, ensino superior, educação profissional e formação de professores). Ao longo de seis encontros, esses profissionais conhecerão novos processos de aprendizagem. Aprenderão, também, estratégias de vanguarda para estimular o protagonismo dos estudantes em sala de aula.

Além de entender o que são as metodologias ativas e seus principais conceitos, os inscritos no curso serão convidados a vivenciar pela ótica do estudante como essas metodologias funcionam na prática. Serão realizados exercícios reais e colaborativos durante toda a formação.

Outro aspecto importante que será abordado durante o curso está relacionado aos novos métodos de avaliação dos estudantes que também deverão estar baseados nas metodologias ativas.

As aulas serão ministradas na unidade Centro da Celso Lisboa. Os participantes terão acesso a recursos tecnológicos que auxiliarão durante as atividades.

. Celso Lisboa: a instituição que se reinventou a partir do modelo de startup

Será utilizada, ainda, uma plataforma de tecnologia desenvolvida pela própria Celso Lisboa. Outro recurso empregado será o modelo de aprendizagem da LIGA, abordagem metodológica criada pela instituição que estimula a autonomia, colaboração e o desenvolvimento de habilidades socioemocionais dos estudantes.

Serviço:
Data de início: 14/07/2018
Carga horária: 54 horas (6 encontros quinzenais,aos sábados)
Local: Celso Lisboa Unidade Centro – Rua Sete de Setembro, 66

Letícia Santos

Letícia Santos

[email protected]