Conexia apresenta app de interação com inteligência artificial

BRO-Conexia-Bett-Educar-Inoveduc-destaque
Débora Thomé
Escrito por Débora Thomé

BETT-EDUCAR-SELOO uso da Inteligência Artificial (IA) na educação já é uma realidade. Mas as soluções geralmente são voltadas para personalizar plataformas de ensino ou para fornecer análise de dados e incrementar o acompanhamento da evolução do aprendizado.

. 3 habilidades necessárias para professores na era da IA 
. Especialistas do Getting Smart criam e-book com informações sobre IA

A Conexia, hub de soluções educacionais do Grupo SEB, deu um passo à frente com o BRÖ. O aplicativo é um assistente inteligente do aluno capaz de auxiliar no processo de ensino-aprendizagem. A tecnologia foi lançada durante a Bett Educar 2018.

“O BRÖ será efetivamente implementado no segundo semestre de 2018. Os primeiros usuários serão os os alunos do ensino médio de todas as unidades próprias do Grupo SEB”, anunciou o head de Inteligência Artificial da Conexia, Reginaldo Gotardo.

. Microsoft: realidade mista, AI e computação quântica são futuro da aprendizagem

Com versões web e mobile, a plataforma pode ser explicada como um assistente pessoal do aluno. Ajuda a lembrar compromissos educacionais e a estabelecer metas e rotinas de estudo. À medida que o relacionamento entre o aluno e o BRÖ se “estreita”, a plataforma passa a oferecer planos de estudo cada vez mais personalizados.

Conexia-Bett-Educar-Inoveduc-destaque

App começará a ser usado no segundo semestre pelos alunos das escolas do Grupo SEB

“Para abrir a interação, a frase que precisa ser inserida pelo usuário é ‘Hey, BRÖ’. Funciona como um chat. E como num chat, ninguém tem acesso à conversa, apenas o aluno e o BRÖ”, explicou o head de IA da Conexia.

BRÖ também utiliza tecnologia de gamificação

Uma característica de plataformas que utilizam inteligência artificial é a capacidade realizar interações. O BRÖ interpreta questionamentos e responde como em uma conversa.

. Especialistas destacam impactos da BNCC em escolas particulares
. ‘Temos planos ousados para o mercado carioca’

A tecnologia também está apta para realizar jogos. De acordo com Gotardo, essa aplicação é totalmente customizável pela escola.

“Cada escola parceira define como, e se, pretende integrar a gamificação. São eles quem definem, de acordo com seu DNA, se vão rankear, bonificar, premiar. Isso é totalmente customizável e opcional.”

O banco de dados da ferramenta é previamente abastecido de acordo com o perfil de cada escola. Informações e conteúdos são renovadas constantemente. “Mas o mais interessante é a capacidade do BRÖ evoluir apenas pelo relacionamento estabelecido com os alunos. Por meio da metacognição ajuda o aluno a aprender a aprender”, explicou Reginaldo Gotardo.

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
[email protected]