Conselho Consultivo delibera temas do Congresso Bett Educar 2019

Bett-Educar-2018-Inoveduc
Débora Thomé
Escrito por Débora Thomé

BETT-EDUCAR-SELOMaior evento de educação, tecnologia e inovação da América Latina, a Bett Educar 2019 será realizada de 14 a 17 de maio de 2019, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. A programação oficial completa será divulgada em janeiro. Nessa mesma época, serão abertas as inscrições para participar do Congresso Bett Educar 2019.

. Bett Educar 2018 registra um crescimento de 30% de visitantes
. Em novo local, Bett Educar 2019 tem datas definidas

Até lá, precisamos acompanhar a evolução da organização desse grande encontro de educadores. O Conselho Consultivo da Bett Educar começou a deliberar sobre os eixos que comporão a agenda do Congresso em 2019. Como tema principal ,”A educação que o Brasil precisa”.

Para Vera Cabral, curadora e diretora de conteúdo da Bett Educar, o evento realizado em maio de 2018 consolidou o modelo de construção da grade do Congresso, com temas específicos alinhados com o perfil do público participante.

Já começamos a preparar o evento de 2019. A proposta é avançar nas discussões pertinentes que a educação brasileira precisa daqui pra frente, e evoluir no debate e nas soluções efetivas em prol da escola pública e privada”, explicou a membro do Conselho.

O Conselho Consultivo da Bett Educar é formado por 11 renomados profissionais do segmento. Aperte o play e conheça cada um deles:

Congresso da Bett Educar 2019 será dividido em quatro eixos norteadores

A função do Conselho Consultivo é fazer o processo de mentoria e direcionamento das propostas pedagógicas que estarão no evento. A grade de palestras é subdividida a partir de 24 temas-bases, alicerçados por quatro eixos norteadores:

  • Tecnologia
  • Inovação
  • Formação de Professores
  • Gestão

Na avaliação de Miguel Thompson, CEO do Instituto Singularidades, outros destaques devem ser a reforma trabalhista e o impacto para os professores. As mudanças nas regras do Fundeb, cujo modelo atual vence em 2020, e o que representa o avanço do mercado financeiro na aquisição de escolas de ensino básico também foram apontados pelo educador como assuntos relevantes.

Já para Lúcia Dellagnelo, diretora-presidente do Cieb, um dos temas principais será como a tecnologia e a inovação devem ser incorporadas aos currículos.

A BNCC já mostrou que, entre as competências ali estabelecidas, é importante que o estudante brasileiro compreenda, utilize e, principalmente, crie novas tecnologias para solucionar problemas da sua vida pessoal e da sociedade como um todo. O que ainda não está claro para todos é como isso deve ser incorporado ao currículo das redes de ensino”.

Mas o Conselho Consultivo não só trata da grade do Congresso. Também propõe ideias para as demais atividades da Bett Educar 2019.

“Para o Fórum de Gestores, a sugestão é abrir espaço para que pesquisadores e professores de tecnologia possam se conectar. Ajudar coordenadores, gestores e mantenedores a avaliar as reais necessidades tecnológicas das redes de ensino”, adiantou Luiz Miguel Garcia, presidente Undime-SP.

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
[email protected]