Escolas públicas superam privadas na Olimpíada Digital da Matific

olimpiada-digital-matific-resultado-inoveduc-destaque
Débora Thomé
Escrito por Débora Thomé

A Escola Municipal Liege Gama Rocha, de Coruripe (AL), é a vencedora da Olimpíada Digital de Matemática. O primeiro torneio do gênero no Brasil disputado em uma plataforma de jogos foi organizada pela empresa israelense Matific. No total, serão entregues R$ 150 mil reais em prêmios e em dinheiro.

A competição reuniu mais de 600 colégios brasileiros (públicos e privados). Participaram cerca de 260 mil estudantes, desde a educação infantil até o sexto ano, com idades entre 5 a 11 anos.

. Matific: falta capacitação em edtech para professores de Matemática

Para Dennis Szyller, diretor da Matific Brasil, a proposta da olimpíada é apresentar a Matemática de um jeito fascinante e engajador, tirando a ideia de que a disciplina é chata e difícil.

O colégio vencedor do interior das Alagoas ganhará um prêmio de R$ 15 mil e mais R$ 3 mil em licenças na plataforma educacional. A segunda colocação foi, inclusive, para um colégio público. A Escola Municipal Francisco Arnaldo da Silva Coronel, de Fernandópolis, interior de São Paulo, levará o prêmio de R$ 10 mil e mais R$ 3 mil em licenças da Matific. O Colégio Salesiano São João Bosco, de Juazeiro do Norte, Ceará, ficou em terceiro lugar.

A Matific é utilizada, atualmente, por 450 escolas brasileiras. São cerca de 100 mil alunos das redes pública e privada. No mundo, o sistema de gamificação da Matemática atende cerca de 2,5 milhões de estudantes de 40 países.

Olimpíada digital teve duração de duas semanas

Realizado em outubro, o torneio teve duração de uma semana. Foram mais de 2 milhões de jogos executados. No cômpito geral, o desempenho dos alunos da rede pública foi equivalente ao apresentado pelos estudantes do setor privado.

As três escolas que obtiveram o maior número de acertos nos jogos propostos receberão prêmios em dinheiro. As demais ranqueadas no TOP 10 levarão brindes e licenças gratuitas na plataforma da Matific. Professores e alunos com melhor desempenho na plataforma de jogos também serão comtemplados com medalhas personalizadas, tablets e vale-livros.

Para a psicopedagoga Ana Paula Carmagnani, gerente de Projetos Pedagógicos da Matific Brasil, o atual ensino da disciplina no país tem levado os alunos a ter desempenhos cada vez piores.

Tecnologias como a da Matific promovem uma aprendizagem mais profunda. Além de engajá-los em situações cotidianas, estimulam a curiosidade, a exploração, o raciocínio lógico e a aprendizagem pela descoberta, em um ambiente lúdico e interativo”, disse Ana Paula Carmagnani.

. Uso de gamificação eleva o desempenho dos alunos em Matemática
. Escola utiliza gamificação para ensinar conceitos de Educação Física

“Com a olimpíada, professores têm a oportunidade de saber como usar a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em sala de aula. Além de tornar a Matemática a disciplina mais esperada do dia”, acrescentou o diretor da Matific Brasil.

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
[email protected]