Startup Eskolare customiza plataforma de vendas para escolas

Juliana Favorito
Escrito por Juliana Favorito

A startup Eskolare é uma plataforma customizável. O objetivo é possibilitar às escolas uma conexão com fornecedores de soluções. Tudo em um único lugar onde os pais podem realizar as compras necessárias para os filhos, além de receber o material em casa.

A startup permite que as famílias consumam, em uma única plataforma, com agilidade e simplicidade, todas as soluções educacionais oferecidas pelas escolas.

. Escola de robótica tem ensino baseado na experiência dos alunos

Para as instituições, existe uma área de atendimento e comunicação, além de um programa de pontos. Quanto mais a rede de ensino estimula a utilização da plataforma, mais é revertido em benefícios próprios.

Eskolare-socios-inoveduc

Os sócios-fundadores da Eskolare (Foto: Divulgação)

Os três sócios-fundadores da startup, que estão no mercado há mais de dez anos, eram fornecedores para algumas instituições. Erick Moutinho explicou como surgiu a ideia de criar a Eskolare.

“Percebíamos que à medida que as escolas aumentavam o período de ensino para o tempo integral, aumentava também a necessidade de fornecedores de soluções educacionais para preencher com conteúdo relevante a grade dos alunos.”

Como uma consequência dessa busca de fornecedores, houve um aumento na dificuldade da gestão. Um exemplo disso foram as compras, vendas, cobranças, inadimplências, pagamentos, estoque, entregas, entre outros. Moutinho acrescentou que as escolas solicitavam aos fornecedores que realizassem a venda diretamente para os pais.

Plataforma é vantajosa para as escolas, famílias e fornecedores

Essa logística acabava demandando mais tempo que o necessário. Isso porque os responsáveis recebiam a mensalidade da escola por boleto equanto, por exemplo, o contraturno de futebol era pago diretamente ao professor. Sendo assim, cada curso, material ou lista era quitado em diferentes condições.

A Eskolare oferece vantagens para os três públicos envolvidos:

Eskolare tem como modelo de negócio transações e custo zero para instituições

O sócio-fundador informou que o modelo de negócio da startup é baseado em transações. Ou seja, um percentual de tudo o que é processado é da Eskolare. Mas ressaltou que esse valor é negociado com cada fornecedor. Além disso, para as instituições que utilizam a plataforma o custo é zero.

A startup, que iniciou as operações entre novembro e dezembro de 2017, passou por um processo de aceleração em outubro do mesmo ano. Na ocasião, a Eskolare recebeu um investimento de R$1,2 milhão de 14 investidores anjo. A soma será usada para o crescimento da plataforma nos próximos 18 meses.

. Colégio bandeirantes se antecipa e faz reformulação do ensino médio

Em quatro meses de existência, a startup alcançou mais de três mil transações e a marca de R$2,5 milhões em vendas de produtos e serviços educacionais. A plataforma está presente em 30 escolas espalhadas pelos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Paraíba.

Erick Moutinho ainda falou que, para este ano, a plataforma será expandida para os estados das regiões Sul e Sudeste. Uma das expectativas para 2018 é chegar até 120 instituições e atingir um volume de R$10 milhões de transações. Em 2019, a meta é expandir o negócio para todo o país.

Juliana Favorito

Juliana Favorito

[email protected]