Especialista aponta vantagens dos investimentos em edtech

Letícia Santos
Escrito por Letícia Santos

BETT-EDUCAR-SELOEm 2017, as edtechs se consolidaram no mercado de startups. Diversos empreendedores apostaram no setor, o que chamou atenção de investidores para o segmento. Segundo Cassio Spina, presidente do Anjos do Brasil — a maior rede de investidores-anjo do país —, a perspectiva para 2018 é positiva.

“Estamos otimistas. Achamos que o setor tem tudo para continuar crescendo, principalmente com a retomada da economia”, disse o especialista. Spina também reconheceu que as startups são importantes para a transformação no setor educacional do país.

“No Brasil, especificamente, temos um problema sério de deficiência no campo educacional. Então nós entendemos que essas soluções podem ajudar a preencher um pouco esse gap educacional”, destacou.

. 7 previsões de tendências inovadoras em ensino-aprendizagem para 2018
. 4 dicas fundamentais para implantar edtech com sucesso na sua escola

Para Cassio, um dos maiores atrativos das edtechs são as oportunidades que oferecem. O especialista explicou que apesar da necessidade de atualização constantemente para promover melhorias nos próprios sistemas de ensino, este é um mercado ainda pouco explorado.

“Quando comparamos com outros mercados, percebemos que as grandes inovações ainda não aconteceram. Este é um fator que, de certa forma, torna o mercado atrativo para os empreendedores e investidores”, analisou.

Especialista considera o mercado ainda muito conservador

Mas também há muitos desafios. O especialista alertou que faltam políticas que estimulem a criação de mais startups.

Outra questão analisada é o fato de se tratar de um mercado ainda muito conservador. “Quando se quer implantar uma solução que transforme realmente os métodos de ensino existe uma certa resistência em relação a isso. Então esse é um desafio.”

. E-book feito em parceria com a future education ensina a criar uma edtech

A falta de mão de obra qualificada também é preocupante.”As empresas da área de tecnologia têm bons profissionais, pessoas competentes. Mas a disponibilidade não é muito grande. Isso é um problema; precisamos de pessoas mais preparadas para o desenvolvimento de novas tecnologias”, alertou.

Confira 4 motivos para investir em uma edtech

Letícia Santos

Letícia Santos

[email protected]