ESPM inova ao lançar curso todo com metodologia de blended learning

ESPM-ead-inoveduc-destaque
Juliana Favorito
Escrito por Juliana Favorito

A Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) inovou ao lançar um curso de pós-graduação todo com a metodologia de ensino do blended learning. A faculdade já vinha trabalhando com esse tipo de ensino nos programas regulares. Porém essa metodologia era utilizada de uma forma mais restrita a algumas disciplinas.

De acordo com Tatsuo Iwata, pró-reitor de pós-graduação Lato Sensu e educação continuada da ESPM, a nova metodologia foi adotada pois há uma tendência de que o ensino deixe de ter as modalidades: presencial e a distância existindo de forma fragmentada. Isso porque o caminho da educação, como um todo, é o de modelo híbrido.

Tatsuo ainda explica que quando se pensa em um modelo de sala de aula invertida, onde se tira a parte teórica da classe, as atividades passam a privilegiar as metodologias ativas. Dessa forma, o trabalho torna-se mais dinâmico, por integrar as estratégias de ensino online e presencial.

Blended learning incentiva participação do estudante

A metodologia blended learning funciona deixando as aulas presenciais para a construção de uma atividade do conhecimento, com uma participação ativa do aluno. “O espaço na sala de aula não deve ser para exposição da teoria, com conteúdos sendo trabalhados de forma expositiva”, explica o pró-reitor.

Ele complementa ainda que o espaço da sala de aula deve ser destinado para serem realizadas atividades de diferentes metodologias ativas. Para que assim o espaço ganhe um significado de construção de aprendizagem.

. 3 maneiras de implementar o ‘blended learning’ na sala de aula

Tatsuo acredita que utilizar essa metodologia é possibilitar que haja uma integração entre o presencial e o online. Para que assim o aluno vire de fato o protagonista do processo de aprendizagem. Em relação a desvantagem o pró-reitor explica que o perfil do aluno pode ser um problema. Isso porque quem estuda online precisa ter uma autonomia.

O especialista ressalta ainda que a importância do blended learning é deixar o ambiente mais propício para a aprendizagem do que para o ensino.

“O blended learning privilegia mais a aprendizagem, que é de fato o caminho que a educação tem que tomar. A vantagem é ter um ambiente de aprendizagem muito mais rico para que o estudante possa participar efetivamente do processo.”

Juliana Favorito

Juliana Favorito

[email protected]