Atualização de professores é tema de discussão no webinário Senated

Atualização de professores é tema de discussão no webinário Senated

WhatsAppFacebookShare

Muitos professores ainda não conseguiram encontrar maneiras de incorporar o uso de ferramentas tecnológicas em suas aulas. Essa atitude tem causado impactos negativos nas atuais relações de ensino-aprendizagem. Os estudantes, por sua vez, se mostram desinteressados com os conteúdos ensinados de forma metódica nas escolas.

senated-4-webinario-inoveduc

Décio Pessoa, empreendedor, consultor de negócios e professor universitário, defendeu que os professores devem buscar conhecer os gostos dos alunos. Isso ajudará a nortear as aulas: “Os alunos evoluíram, mas os professores continuam os mesmos.”

Décio foi um dos palestrantes da quarta edição do Seminário Nacional de Tecnologias na Educação (Senated). O evento é uma realização da +Cursos Online em parceria com a Must University e acontece entre os dias 22 e 28 de outubro.

Durante o seminário, profissionais especialistas em educação discutem as estratégias, ferramentas e tendências para transformar o dia a dia na sala de aula.

Professores precisam aprimorar seus conhecimentos

Os alunos de hoje são, em sua maioria, nascidos na geração Z (1990 a 2010) e Alpha (2010 em diante). Esses nativos digitais já têm acesso à informação muito mais rápido. “O professor precisa reinventar a relação entre escola e aluno, precisa entender o público atual. Assim, poderão preparar uma aula mais dinâmica e atrativa para atrair o interesse do aluno e fazer com que aprendam mais”, disse o especialista.

Segundo Décio, para se reinventar, o professor precisar quebrar paradigmas e buscar aprimorar suas habilidades e conhecimentos, especialmente aqueles que envolvem o uso de recursos tecnológicos. “Nós precisamos entender as mudanças para que possamos nos desenvolver.”

Outra questão levantada pelo palestrante foi sobre como planejar aulas para esses alunos cada vez mais exigentes.

“O ideal é que o professor busque sempre aperfeiçoar seu plano de aulas, saiba orientar os comportamentos e habilidades dos alunos e os estimule para que eles busquem novos conhecimentos.”

Décio destacou, ainda, que a melhor maneira de se posicionar diante das mudanças é tirar proveito delas. “Hoje existem diversas ferramentas, inclusive do Google, que ajudam o professor. É preciso aprender a utilizar melhor as ferramentas existentes no mercado.”

Uso de TICs ajuda, mas requer cuidados

O professor enfatizou que as tecnologias da informação e comunicação (TIC) são importantes para a descentralização do saber, a facilitação na troca de conteúdos e na formação de redes de estudos.

Com o auxílio das TICs, métodos de ensino diferenciados podem ser utilizados para tornar as aulas mais atrativas, como: estudos de caso, dramatizações, aulas expositivas e seminários.

Mas Décio frisou que a utilização das TICs requer certos cuidados. Entre eles:

  • Escolha de fontes seguras de informação
  • Atenção com segurança dos dados
  • Facilidade e mobilidade na utilização dos recursos
  • Aceitação dos recursos utilizados pelo público alvo
Letícia Santos

Letícia Santos

leticia.santos@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Letícia Santos