Conteúdo de fácil entendimento é a marca da plataforma Já Entendi

Conteúdo de fácil entendimento é a marca da plataforma Já Entendi

WhatsAppFacebookShare

Transformar materiais de treinamento complexos em conteúdos dinâmicos e fáceis de compreender é o principal objetivo da Já Entendi. A plataforma utiliza uma metodologia orientada, especialmente, para pessoas com baixa escolaridade. Para isso, os cursos buscam desenvolver mais habilidades práticas do que linguísticas, numéricas e de abstração.

Equipe trabalha traduzindo conteúdos complexos para pessoas com baixa escolaridade (Foto: Divulgação)

Atualmente, a equipe da Já Entendi, com sede em Curitiba, é composta por 17 pessoas. Entre os profissionais estão roteiristas, jornalistas e profissionais da área de Letras. “Não temos professores porque o que queremos é justamente ir contra o modelo pedagógico atual. O que precisamos é de pessoas que escrevam bem, que sejam claras e objetivas”, disse Gladys Mariotto, CEO da startup.

. Storytelling: ferramenta é ‘resgatada’ e ajuda a engajar alunos em EAD

Para elaborar os conteúdos, a Já Entendi recebe os especialistas das empresas, que explicam o conteúdo a ser transmitido aos funcionários. Depois de reunir todo o material e entender a proposta, a equipe se encarrega de fazer a tradução do conteúdo para uma linguagem mais fácil. Gladys foi a responsável pelo desenvolvimento dessa metodologia.

“Estamos sempre melhorando e buscando entender como funciona o cérebro. Estamos nos baseando muito na neurociência também. Queremos ir contra aquele modo de videoaula em que o professor fica falando no vídeo. Usamos outros recursos, mas são recursos pensados da forma certa para passar as informações.”

Conheça os cinco pilares da metodologia da Já Entendi

Plataforma quintuplicou faturamento em seis meses

A plataforma começou voltada para o Enem. Mas por conta da grande concorrência e dispondo de poucos recursos para publicidade, Gladys estava com dificuldade para sustentar o negócio trabalhando com esse segmento, ainda que a metodologia fosse bem aceita.

Foi após receber um investimento anjo de R$300 mil da empresa GAG Investimentos que pivotaram os cursos para capacitação da base da pirâmide. Em seis meses, a Já Entendi tinha quintuplicado o faturamento, que em 2017 deve chegar em R$3 milhões. “Então achamos o canal de vendas: as grandes empresas, que têm grande base operacional”, explicou a CEO.

Hoje a plataforma tem em sua base de clientes grandes nomes do mercado. Beleza Natural, Ampla, Wallmart e Natura são alguns exemplos.

Já Entendi oferece treinamentos personalizados

As empresas têm três opções para aquisição dos treinamentos. No modo “prateleira”, o funcionário tem acesso a uma biblioteca com 60 cursos, com autonomia para fazer aquele que desejar. Neste caso, a empresa paga por funcionário. “Depende da empresa. As grandes, por exemplo, chegam a pagar R$4 por funcionário para que tenham acesso à plataforma.”

. Educação, treinamento e prêmio: app Qranio reúne 1,3 milhão de usuários

A Já Entendi elabora também cursos customizados. Os temas são personalizados de acordo com a necessidade da empresa. Há também cursos mistos, a um custo um pouco mais baixo que o dos cursos customizados. O desconto pode ser de 30% a 50%. Neste caso, o treinamento é elaborado para uma determinada empresa, mas eles podem ser aproveitados para outras, do mesmo segmento.

Letícia Santos

Letícia Santos

leticia.santos@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Letícia Santos