Desafio Start-Ed dará até US$ 25 mil às melhores soluções de edtech

Desafio Start-Ed dará até US$ 25 mil às melhores soluções de edtech

WhatsAppFacebookShare

A Fundação Lemann e a Universidade Columbia, em parceria com a Artemisia, acabam de lançar o Desafio Start-Ed: Tecnologias para Transformar a Aprendizagem. O programa identificará, selecionará e apoiará 12 empreendedores em educação que formarão times com estudantes da Universidade Columbia.

As inscrições já estão abertas. O regulamento completo do processo seletivo está disponível para download. O prazo para formalizar participação vai até 10 de setembro.

desafio start-ed lemann inoveduc

O objetivo dos organizadores é encontrar pessoas com genuíno interesse em empreender produtos ou serviços no setor de educação para integrar o programa. As melhores soluções desenvolvidas receberão até US$ 25 mil.

Como será realizado o Desafio?

Os selecionados serão preparados para desenvolver ideias que solucionem desafios relacionados a um de três temas relevantes para a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC): defasagem, educação inclusiva e participação ativa de pais e responsáveis no processo de aprendizagem dos alunos.

Serão analisados:

  • Competências empreendedoras: autonomia, iniciativa, visão de futuro, abertura para feedback, trabalho em equipe e liderança.
  • Experiência/Histórico: formação acadêmica e qualificações, experiência profissional, conquistas e talentos, capacidade de entrega e conexão com educação.
  • Alinhamento com o programa: comprometimento com impacto (modelos que podem alcançar a todos, interesse em solucionar desafios associados aos três temas da educação propostos, inglês intermediário/avançado, passaporte e visto para os EUA válido, e disponibilidade para participar de todo o programa. Os selecionados serão conhecidos até o dia 22 de setembro.

Haverá um encontro presencial, no início de outubro, em São Paulo. E já entre 10 e 20 de outubro acontecerá a “Semana de Imersão”, na Universidade Columbia, em New York. As demais etapas estão marcadas para os meses de novembro e fevereiro e maio de 2018, todos em São Paulo.

Confira os principais benefícios do Desafio Start-Ed

Todos os participantes receberão mentoria e serão conectados com as redes da Fundação Lemann, Universidade Columbia e Artemisia. Confira mais algumas das vantagens de participar do programa:

  • Deixe sua marca na educação – as soluções desenvolvidas pelos participantes poderão contribuir para a garantia de uma educação de qualidade para todos os alunos do Brasil.
  • Formação de time – os 12 participantes brasileiros serão conectados entre si e com estudantes de Columbia. Juntos, devem criar soluções tecnológicas escaláveis, sustentáveis e inovadoras em educação.
  • Semana em Columbia – o programa promoverá uma série de encontros presenciais para o desenvolvimento das soluções. Um deles será uma imersão de uma semana de atividades, como workshops de design thinking e visitas a empresas de edtech locais, na Universidade Columbia, em Nova York (EUA).

Conheça os temas do Desafio Start-Ed

Os empreendedores deverão criar produtos e/ou serviços que solucionem desafios relacionados à Educação. O enfoque deverá ser em três temas relevantes para a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). São eles:

  1. Defasagem escolar – como soluções tecnológicas podem apoiar e potencializar equipes escolares na identificação, no planejamento e na execução de estratégias pedagógicas que sejam capazes de responder às diferentes razões e condições que fazem com que estudantes fiquem para trás.
  2. Educação inclusiva  – como soluções tecnológicas podem apoiar e potencializar estratégias pedagógicas do atendimento educacional especializado (AEE) das escolas para garantir o acesso de alunos deficientes aos seus direitos e objetivos de aprendizagem.
  3. Participação ativa de pais e responsáveis na aprendizagem dos alunos – como soluções tecnológicas podem apoiar e capacitar pais a participarem de forma mais ativa e efetiva da educação de seus filhos para garantir a aprendizagem dos objetivos de conhecimento propostos pela BNCC.
Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
debora.thome@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Débora Thomé