Design thinking: criatividade e inovação em sala de aula

Design thinking: criatividade e inovação em sala de aula

WhatsAppFacebookShare
Curso de Design Thinking na Prática Educacional promovido pela InovEduc
No curso Design Thinking na Prática Educacional, alunos trabalharam meios de tornar as aulas mais atrativas

O design thinking é provavelmente pouco conhecido dos professores brasileiros. Essa metodologia, no entanto, poderia facilitar muito a tarefa dos educadores e deixar as aulas mais interessantes e criativas para os alunos.

Na descrição do especialista em Design Henrique Monnerat, design thinking é um conjunto de mentalidades e métodos para resolver problemas de forma criativa. Ele ministrou, no último dia 15, o curso “Design Thinking na Prática Educacional“, promovido pela InovEduc, em parceria com a Fórmula XYZ.

O evento, que aconteceu no auditório da na Folha Dirigida, no Rio, reuniu professores, educadores e estudantes de diversas áreas. Todos buscavam entender e aplicar os princípios do design thinking em uma área que se transforma a cada dia.

Na primeira atividade do curso, o professor sugeriu que os alunos pensassem nos problemas que resolveriam no país e como fariam isso.

Professor apresentou exemplos de uso do design thinking

Em seguida, ele apresentou os conceitos básicos do design. E falou sobre sua experiência internacional na área para abordar a aplicação do design thinking na educação.

Como exemplo, ele explicou o caso do San Francisco Unified School District, distrito de escolas públicas americanas. Ele ressaltou como as unidades de ensino conseguiram ressignificar a hora do almoço dos alunos levando em conta a perspectiva deles.

Para os estudantes, passar tempo com os amigos é mais importante do que a refeição em si. Com isso, foram promovidas novas formas de se servir e adquirir alimentos. Isso evitou desperdício e proporcionou uma alimentação saudável e um ambiente mais agradável.

Veja também:
Rope: projeto inédito no país usa tecnologia na educação infantil

Curso Design Thinking na Prática Educacional promovido pela InovEduc no Rio
Curso Design Thinking na Prática Educacional promovido pela InovEduc no Rio

‘Educadores já são designers em potencial’, diz Monnerat

De acordo com Henrique Monnerat, os educadores já são “designers em potencial”, devido à necessidade constante de resolver problemas que a profissão traz. “O design thinking dá ferramentas e algumas técnicas que ajudam o professor a ser mais intencional para resolver problemas.”

Monnerat explica que a procura de profissionais da educação por cursos sobre design thinking é comum. Ele credita o fato aos desafios que a área educacional enfrenta no Brasil e no mundo.

“Os desafios são tão grandes que vamos precisar de muita criatividade para melhorar a escola.”

Para o especialista, o conceito não deve ficar restrito aos professores. A mentalidade inovadora, diz Monerat, está presente em todos, mas vai sendo tolhida ao longo da trajetória educacional. “Ao longo dos anos, deixamos isso para aula de Artes. Por que eu não posso ser criativo na aula de Física, de Matemática?”, questiona.

Alunos aprovam uso do Design Thinking

Um dos participantes do curso “Design Thinking na Prática Educacional”, o professor de Informática e Robótica Sérgio Luis Ribeiro comentou a possibilidade de levar novas técnicas educacionais para a sala de aula. “Abre um pouco o leque para usar a criatividade. E permite trazer mais atividades práticas para sala de aula”.

Já para o designer gráfico Carlos Eduardo Santos, o curso traz atualizações no aspecto profissional. “Sempre procuramos o uso de metodologias que facilitem o nosso trabalho e nos deixem mais confortáveis pra encontrar a melhor solução para o nosso aluno”, afirmou.

Renato Deccache

Renato Deccache

renato.deccache@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Renato Deccache