Estação Hack abre inscrições para segundo ciclo de aceleração

A Estação Hack — primeiro centro para a inovação criado pelo Facebook no mundo — anunciou a abertura das inscrições para o segundo ciclo do programa de aceleração, realizado em parceria com a Artemisia. O programa propõe que as startups utilizem inteligência de dados aliados à tecnologia da plataforma do Facebook em négocios de impacto social.

As inscrições para o programa ‘Aceleradora Estação Hack – Dados para Impacto Social’ podem ser feitas no site da Artemisia, até o dia 25 de março. Serão selecionadas até dez startups, que passarão por um processo intensivo de aceleração dentro da Estação Hack, em São Paulo.

Após as inscrições, haverá uma fase de entrevistas entre os meses de abril e maio. Nessa fase serão selecionadas 20 startups. No dia 29 de junho, apresentarão suas soluções para uma banca de especialistas durante o pitchday. Em julho, serão divulgados os nomes das dez startups selecionadas.

Ciclo de aceleração terá duração de seis meses

O programa terá duração total de seis meses. Nesse período, os empreendedores participantes terão acesso a diversas atividades que colaborarão para o desenvolvimento dos seus negócios.

As soluções poderão estar voltadas para temas como empregabilidade, educação, segurança de dados, engajamento cívico, serviços financeiros e microempreendedorismo.

  • Residência: seis meses de aceleração dentro da Estação Hack
  • Metodologia Artemisia: acesso à teoria e práticas desenvolvidas pela organização com foco no que é essencial ao desenvolvimento do negócio e do empreendedor
  • Estruturação do modelo de negócios: apoio na formatação do modelo de negócio
  • Impacto social: refinamento do impacto social das soluções
  • Mentorias: conexão com especialistas em negócios, impacto social e tecnologia (mentores da rede Artemisia e Facebook)
  • Rede Artemisia: entrada na Rede Artemisia, composta por um grupo de empreendedores, parceiros e mentores
  • Ferramentas e conteúdos: acesso à curadoria de conhecimento do que existe de mais de inovador no mundo das startups e de impacto social

Edtechs participam do primeiro ciclo de aceleração

A startup Redação Online foi uma das selecionadas para o primeiro ciclo de aceleração da Estação Hack, que teve início em janeiro de 2018.

A plataforma virtual tem como objetivo auxiliar vestibulandos e concurseiros a aumentar sua performance nas provas de redação.

Os usuários podem escolher entre três opções de planos. No mais simples, especialistas corrigem até cinco redações. Em planos mais elaborados há opções para tirar dúvidas via chat ou acessar materiais de estudo, por exemplo.

. 5 apps que todo candidato ao Enem deve ter no smartphone
. Plataforma ajuda a encontrar estágio de acordo com perfil

A TAQE também participa do programa. A startup é responsável pelo desenvolvimento do aplicativo TaqeApp, um jogo profissional que auxilia candidatos na busca por um emprego.

No app, é possível fazer aulas e testes online que identificarão os pontos fortes dos usuários e quais habilidades podem aperfeiçoar para o mercado de trabalho. As empresas, por sua vez, podem entrar em contato com o usuário que melhor se encaixar no perfil profissional que procuram.

Além dessas, também participam do programa as startups YouTrendz, Banco Maré, Diaspora.black, Smart Síndicos, Kunla, Simbiose Social, Muove Brasil e Pluvi.On.