Ferramentas tecnológicas auxiliam na captação e retenção de alunos - Inoveduc

Ferramentas tecnológicas auxiliam na captação e retenção de alunos

WhatsAppFacebookShare

Sadebr captação e retenção de alunos InoveducO país vive uma realidade de retração de mercado. E o setor da educação não escapou dessa crise. Mas, mesmo em tempos difíceis, instituições de ensino têm conquistado excelentes resultados de captação e retenção de alunos. Como? Usando a tecnologia.

Processos e práticas tecnológicas inovadoras são utilizados para integrar equipes. Mídias sociais, inbound, call center, CRM, buzz, lead e big data passaram a ser termos comuns na administração escolar.

Para Fábio Reis, diretor de Inovação e Redes de Cooperação do Semesp (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior), a necessidade atual é de repensar o modelo acadêmico. Na sua opinião, o estudante é o protagonista na sala de aula. E deve ser também no espaço virtual da instituição de ensino.

“No Brasil, somos extremamente cartoriais e o diploma vai continuar sendo importante. Principalmente nas áreas de atuação onde os conselhos de classe são mais atuantes. Mas e nos outros setores? Vai ser melhor a graduação ou os nanocréditos?”, indagou o especialista.

Para o especialista, o caminho para as instituições de ensino está no uso de ferramentas e serviços integrados e complementares de relacionamentop com os alunos. Como os que são oferecidos por empresas especializadas como o CRM Educacional e o Planeta Y, apresentados na edição Rio do evento SadeBr.

Entenda como o CRM pode ajudar na captação e retenção de alunos

Customer Relationship Management” (traduzido como Gestão de Relacionamento com o Cliente), ou simplesmente CRM. O termo se refere a um conjunto de práticas e estratégias de negócio e tecnologias para pequenas até grandes empresas.

O CRM armazena informações de clientes atuais e potenciais — nome, endereço, número de telefone, etc —, e suas atividades e pontos de contato com a empresa. Incluindo visitas a sites, ligações telefônicas, e-mails, entre outras interações.

“Entretanto, a plataforma não é apenas uma lista de contatos elaborada. Reúne e integra dados valiosos para preparar e atualizar suas equipes com informações pessoais dos clientes, histórico e preferências”, explicou o economista e especialista em marketing Glauson Mendes.

A ideia é transformar informações em dados para gerenciar e analisar as interações com clientes, antecipar necessidades e desejos, otimizar rentabilidade e aumentar vendas e assertividade de campanhas de captação de novos clientes.

Mude as palavras “empresas” para “instituições de ensino” e “vendas e clientes” para “alunos” e encontre o caminho para o crescimento.

Foi o que aconteceu com a Unipê (Centro Universitário de João Pessoa), na Paraíba, que aumentou em 22% a captação de alunos em pouquíssimo tempo.

As mídias sociais são uma extensão do campus universitário

O CRM Educacional atua especificamente no segmento do ensino superior. No site, o visitante encontra, além de depoimentos, uma “calculadora mágica”.

Basta preencher meia dúzia de campos e é possível descobrir onde sua IES está falhando na captação de alunos.

“O que torna a solução de CRM uma das tecnologias corporativas mais importantes e inovadoras disponíveis para instituições de ensino é o modo como ela usa as informações dos alunos para gerenciar contas, leads e oportunidades de captação e retenção em um único local”, explicou Augusto Guimarães, executivo do CRM Educacional.

Já o Planeta Y atua desde o ensino básico até o superior. A ferramenta trabalha especificamente com big data. As informações são captadas nas redes sociais, filtradas e analisadas.

O resultado é distribuído em pelo menos 20 tipos de relatórios.

As citações são, ainda, categorizadas de acordo com dez indicadores do mercado educacional. E ainda pode ser gerado alertas de crise — sempre que houver alterações bruscas na reputação digital da marca educacional.

As duas ferramentas são integradas. Com isso, é possível gerenciar oportunidades geradas nas mídias sociais. O Planeta Y ainda atua em simbiose com a Hubspot (geração de leads) e com a RD Station (automação de marketing).

Os pacotes de automação têm valores variados. Depende, muitas vezes, do número de alunos e segmentos abordados. O processo de implantação com licença de uso e consultoria do CRM Educacional varia entre R$ 35 mil e R$ 100 mil. Já o Planeta Y customiza serviços e, por isso, não informa faixa de preços. Os valores podem ser projetados online, na página da empresa.

SadeBr ainda será realizado em mais três capitais

Sob curadoria de Glaucon Mendes, o Seminário de Ações Digitais na Educação Brasileira (SadeBr) está em sua décima edição. Como parte das comemorações, percorrerá, ao todo, seis capitais do país.

O evento apresenta cases de instituições de ensino brasileiras, tendo como público-alvo equipes de comunicação e marketing. O objetivo é provar como as melhores práticas sobre o mercado educacional ajudam a desenvolver novas estratégias de captação e retenção de alunos.

A edição deste ano ainda chegará em Porto Alegre, Fortaleza e São Paulo, nessa ordem. Confira as datas no site do evento.

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
debora.thome@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Débora Thomé