Google expeditions terá versão com planos de aulas

WhatsAppFacebookShare
Google expeditions permite uso da realidade virtual na educação
Após testes em vários países, o Google expeditions para sala de aula será oficialmente lançado este ano (Foto: Divulgação)

O aplicativo Google Expeditions, principal ferramenta do Google que trabalha com realidade virtual na educação, vai ganhar uma versão específica para ser usada nas escolas. A informação é do head da Google For Education na America Latina, Rodrigo Pimentel.

Lançado em 2015, o Expeditions permite uma visita virtual a dezenas de várias regiões turísticas do planeta. Entre elas, estão as ruínas de Machu Pichu, a Muralha da China ou o mar do Caribe.

Em entrevista à InovEduc nesta sexta-feira dia 4, Rodrigo Pimentel disse que a nova versão será lançada ainda em 2017. Ele adiantou que uma das novidades é que, ao aplicativo, serão incorporados planos de aula para o professor trabalhar a partir das “viagens”.

Expeditions é uma entre várias soluções do Google

Em 2016, o Google criou uma versão de testes para ser usada em escolas. O objetivo era testar funcionalidades e identificar quais aspectos poderiam ser melhorados.

Para tornar o uso do Expeditions mais acessível, foi criado o Google Cardboard. Feito de papelão, ele simula um óculos de realidade virtual. Em uma das extremidades, encaixa-se um smartphone pelo qual é possível acessar as imagens geradas pelo aplicativo.

“Vamos lançar de fato o Expeditions no segundo semestre. Ele já virá com planos de aula associados, ou seja, com casos de uso já prontos. Nosso objetivo é expandir para uso das escolas já com o suporte pedagógico”, disse Rodrigo Pimentel.

O Google Expeditions é um das várias soluções tecnológicas da Plataforma Google for Education. Algumas são muito usadas, não só por educadores, como o gmail, o google docs e o tradutor. Mas, há também diversas ferramentas ainda pouco conhecidas pelos professores, como o google form (que possibilita até aplicar testes online) e o classroom, que auxilia no gerenciamento e na organização das atividades de sala de aula.

Uso das ferramentas do Google For Education cresce no Brasil

Como os aplicativos são gratuitos, qualquer escola ou universidade pode usar. Para ter acesso a todos, no entanto, é preciso fazer uma conta no site do Google for Education.

Será necessário, também, provar à empresa que se trata de instituição educacional. Outra opção é associar-se a um parceiro do Google no Brasil. Nesse caso, a instituição tem acesso à consultoria, assessoria pedagógica e outros serviços.

“Em linhas gerais, temos atuação no Brasil inteiro, uso ativo de ferramentas por mais da metade dos estados brasileiros, com uma vertente de crescimento muito forte, de 80% a 90%”, destacou.

 

Renato Deccache

Renato Deccache

renato.deccache@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Renato Deccache