Paraná quer modernizar rede de informática em escolas estaduais

Desde 2016, a Secretaria de Estado de Educação do Paraná (Seed-PR) vem trabalhando em iniciativas que integram tecnologia como ferramenta pedagógica nas escolas da rede. Para este ano, o governo lançou o programa “Escolas Conectadas”, que objetiva modernizar sistemas de informática nas unidades da rede estadual.

Segundo Claudia Akel, coordenadora do programa, a iniciativa segue uma tendência que começou com os projetos “Conectados” e “Conectados 2.0”. Agora o governo pretende atuar na melhoria dos equipamentos físicos usados nas escolas e no investimento em novos recursos.

O programa, coordenado pelo Instituto Fundepar, recebeu um investimento de R$283 milhões, destinados à aquisição de computadores, notebooks, impressoras, projetores multimídia, laboratórios móveis e rede de internet sem fio para as escolas. Também foi destinada uma cota especial do Fundo Rotativo para a rede lógica das instituições.

 

 

Escola Conectada será implementado em três fases

A coordenadora destacou que para utilizar as ferramentas, os professores passarão por uma capacitação que será disponibilizada em uma plataforma digital. O programa foi dividido em três fases para que pudesse atender as 2,1 mil escolas da rede estadual.

Em cada etapa, serão atendidas 700 escolas. As participantes da primeira fase já receberam os desktops. Agora, aguardam a conclusão das licitações em andamento para a liberação dos laboratórios móveis, impressoras e projetores. A previsão é que todos os kits sejam entregues até dezembro.

As escolas que participarão da segunda fase do programa já receberam as cartas de participação. A expectativa é que os equipamentos sejam entregues em agosto. Nessa fase, a prioridade será as escolas rurais.

. Rede Estadual do Paraná adota novas tecnologias educacionais
. App facilita acompanhamento escolar na rede pública do Paraná

Claudia Akel afirmou que a entrega dos recursos para as escolas participantes das duas primeiras fases do programa está garantida. No entanto, será necessária a abertura de uma nova licitação para confirmar as ações referentes à terceira e última fase do Escola Conectada.

Para a coordenadora, o programa diferencia-se de outras iniciativas pois oferece às escolas um apoio completo no processo de implementação dos recursos tecnológicos nas instituições.

“Oferecemos um apoio completo. Desde questões ligadas a estrutura até a capacitação dos professores para utilizar essas ferramentas. O mais importante, para nós, é disponibilizar a tecnologia e vê-la sendo utilizada para a melhoria da educação nas escolas.”