Saint Paul lança plataforma disruptiva de aprendizagem que usa IA

WhatsAppFacebookShare

A Saint Paul tem uma sólida reputação em inovadores programas de educação executivas. Foi eleita cinco vezes uma das melhores escolas de negócios do mundo em rankings como Financial Times Executive Education, AméricaEconomia e Top of Mind RH. Por isso, decidiu buscar inspiração nas lições de empresas que estão colocando em xeque os padrões de segmentos tradicionais.

Com um investimento inicial de R$ 12 milhões, a Saint Paul acaba de apresentar o produto que marcará essa guinada: um serviço digital por assinatura batizado de LIT. O lançamento foi nesta semana.

 

O LIT estabelece uma ruptura com o atual modelo global padronizado da educação executiva. A plataforma oferece a customização da aprendizagem, que consiste em desenvolver no aluno somente aquilo que ele realmente precisa aprender, desconsiderando temas que já são de seu domínio.

. O que você está esperando para usar big data na Educação?

Com o auxílio da tecnologia de inteligência artificial IBM Watson, a plataforma detecta traços de personalidade do aluno e o ajuda a construir uma estratégia de aprendizagem adaptada à forma que potencialize sua forma de aprender. O usuário não precisa seguir uma sequência de aulas. É livre para buscar conteúdos sobre diversos temas, conforme sua necessidade.

“A inteligência artificial está transformando a forma como trabalhamos, aprendemos e vivenciamos experiências. Nesse projeto com a Saint Paul vemos claramente como ela permite a democratização do acesso à educação e um ensino único e personalizado. O que garante um aprendizado mais flexível e com mais qualidade”, explicou o líder de Watson da IBM Brasil, Guilherme Novaes.

Proposta é adotar ‘modelo Netflix’ também na educação

A proposta é muito semelhante ao modelo adotado por companhias como Netflix e Spotify. Enquanto o custo mensal de um curso convencional da escola é de, em média, R$ 1,5 mil, na nova plataforma o assinante desembolsa R$ 99 por mês. O acesso é a todos os cursos da Saint Paul, em formatos como textos, vídeos, podcasts e gráficos.

“Se muitos fizerem a conta, não vão mais querer pagar pelo formato tradicional”, disse José Cláudio Securato, CEO da Saint Paul. “Estamos desafiando o nosso próprio modelo de negócio.”

LIT-SaintPaul-Inoveduc-Foto-Luis-Gustavo- GrupoPhoto-2
José Cláudio Securato, CEO da Saint Paul, durante a cerimônia de lançamento do LIT (Foto: Luis Gustavo/GrupoPhoto)

O executivo frisou que o LIT tem tudo para ser o carro-chefe do negócio em poucos anos. “Ele abre um mundo de possibilidades para democratizar, com qualidade, o acesso à educação. E, para nós, esse é um caminho sem volta.”

A meta da Saint Paul é alcançar, em três anos, uma base de 500 mil assinantes no Brasil. Isso representa um faturamento anual de quase R$ 600 milhões. A empresa planeja uma expansão para países da América Latina e da África. Estratégia que não exclui os investimentos na operação física, com uma média anual de 12 mil alunos. A instituição prevê a abertura de uma terceira unidade em São Paulo, em 2019.

“Os dois modelos vão coexistir. As pessoas são impactadas pela transformação digital, de maneira, e em velocidades diferentes”, disse Securato.

LIT armazenará 20 mil horas de conteúdo de aprendizado

O LIT começará a funcionar, efetivamente, em 2018. A plataforma permitirá ao aluno aprender conteúdos exclusivos da Escola de Negócios com assuntos e formatos que mais têm aderência ao perfil do usuário.

A plataforma oferecerá centenas de possibilidades de nano-certificados das áreas de empreendedorismo, estratégia, finanças, gestão de negócios, liderança, marketing. As combinações entre esses cursos podem ser aproveitadas para programas de MBAs e outras certificações.

. TREE Lab, da FDC, pretende formar executivos do futuro em Minas Gerais

O aluno terá à disposição o conteúdo completo de dez MBAs, 20 mil horas de conteúdo para aprendizado, mais de 1.500 exercícios e estudos de caso com resoluções passo a passo. Além de uma biblioteca digital com mais de 7 mil livros disponíveis.

Considerando todos os materiais disponíveis, o aluno que dedicar, diariamente, oito horas aos estudos, ainda assim só terá acessado cerca de 15% dos conteúdos no período de um ano. A expectativa é que a plataforma atinja em torno de 50 mil usuários no primeiro ano.

. Plataforma online oferece mentoria para advogados recém-formados

Acessível via aplicativo para celular, tablet ou desktop, o LIT apresenta Paul, o primeiro tutor do mundo. Paul usa a tecnologia de inteligência artificial IBM Watson para ensinar conteúdo de negócios aos alunos e para personalizar o processo de aprendizagem.

Paul é o primeiro tutor do mundo criado com IA

O LIT é uma plataforma inovadora, desde a sua configuração até o modo de utilização. O app conta com o Paul, nome dado para o primeiro tutor do mundo que utiliza a tecnologia de inteligência artificial IBM Watson como uma nova forma de aprendizado de cada usuário, bem como para contribuir para a personalização da aprendizagem.

Paul é uma forma inovadora de ensinar diferentes temas de negócios de forma onipresente. Em qualquer hora, em qualquer lugar. Vem sendo treinado há meses por um grupo de professores do Centro de Pesquisa em Inteligência Artificial da Saint Paul. Os conteúdos dos cursos de Inovação, Contabilidade e Análise de Demonstrações Financeiras foram os primeiros a serem ensinados pelo sistema.

 

O processo de aprendizado do Paul é lastreado em um algoritmo criado pela Escola de Negócios. Dessa forma, conhecimento e didática dos professores são transferidos para o IBM Watson, em uma combinação de lógica, linguística e contexto inteligíveis para inteligência artificial. Algoritmos específicos foram desenvolvidos para adequar o ensino de diferentes competências, como técnicas e comportamentais.

“Consideramos o IBM Watson o mais sofisticado sistema de inteligência artificial do mundo. Aprende continuamente conforme as interações com os alunos. Isso acontece em linguagem natural, mesmo que não haja dados estruturados”, disse o diretor Acadêmico da Saint Paul, Adriano Mussa.

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
debora.thome@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Débora Thomé