Governo de SP firma parceria para gameficação em classes hospitalares

WhatsAppFacebookShare
Reunião aconteceu na tarde desta sexta-feira

A Secretaria Estadual da Educação de São Paulo assinou nesta sexta-feira (1º) um protocolo de intenções com a startup israelense Matific para oferecer sistema de jogos educacionais para gameficação de aulas da rede pública em classes hospitalares, atendimento pedagógico-educacional que ocorre em ambientes de tratamento de saúde. Ao todo, cerca de 1.200 alunos serão beneficiados mensalmente pelo acordo.

A solução foi desenvolvida para ensino de Matemática por meio de gamificação e interatividade auxiliando o ensino nos anos iniciais. São cerca de 600 planos de aula para o professor.

Secretário José Renato Nalini assina o protocolo de intenções

Além disso há relatórios de desempenho dos alunos de forma automática e em tempo real. O programa é online e tem atualizações a cada seis semanas, com acréscimo de jogos e outras funcionalidades.

. Uso de gamificação eleva o desempenho dos alunos em Matemática

Um dos primeiros beneficiados pelo acordo deve ser o Hospital São Paulo. Nos próximos meses serão iniciadas etapas de capacitação dos professores e então início do uso do programa.

. Matific: falta capacitação em edtech para professores de Matemática

Durante a reunião que firmou a parceria, o secretário da Educação, José Renato Nalini, destacou e possibilidade de implementá-la em todas as escolas da rede.

“O alunado tem um perfil totalmente digital e nós sabemos que é impossível deixar de nos servir da tecnologia. É lógico que começamos com um setor bem sensível que são as crianças hospitalizadas, mas nada impede que nós depois disseminemos isso, quando se comprovar o êxito com resultados tangíveis”, destacou.

Gamificação em toda a rede

Disponibilizar o programa em hospitais pode ter sido apenas o início da atuação da Matific dentro do setor público estadual. A startup foi uma das vencedoras do PicthGov, programa do Governo  que premiou iniciativas tecnológicas para o setor público.

. Joy Street aposta em aprendizagem com diálogo e diversão

“Em um primeiro momento nos foi apresentada esta oportunidade e nos abriu a cabeça ver que nós poderíamos ajudar estas crianças.  Estamos projetando um piloto para mais de 200 escolas estaduais neste ano de 2018. A partir daí nós veremos que tipo de parceria podemos formar para atender todas as escolas da rede estadual”, revelou Dennis Szyller, gerente-geral da Matific no Brasil.

Igor Regis

Igor Regis

igor.regis@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Igor Regis