Teacherpreneur: saiba como se tornar um professor empreendedor

WhatsAppFacebookShare

teacherpreneur-inoveducAlgumas pessoas encaram a ideia de dar aulas como algo monótono, sem novidades. Mas o professor do século 21 não precisa mais se submeter a repetir o mesmo conteúdo durante toda sua vida profissional. Isso porque a disrupção na carreira tradicional em educação está criando uma nova classe profissional: o professor empreendedor — ou teacherpreneur.

O acrônimo em inglês (teacher + entrepreneur, ou seja, professor + empreendedor) é autoexplicativo. Sabe-se que para ser um bom professor é preciso muito conhecimento, didática, saber liderar e se relacionar com pessoas. Características que caem muito bem para qualquer tipo de empreendedor.

Para conseguir melhorar efetivamente o panorama da educação, o professor empreendedor precisa ter algumas características e desenvolver algumas habilidades importantes. São competências que vão além das salas de aula e que ajudam a se inserir no mercado e no mundo do empreendedorismo.

Aperte o play e veja algumas das principais diferenças entre os dois perfis de educador: o professor e o teacherpreneur.

Histórias de sucesso estão em toda parte

Muitos professores, em todo o mundo, já enxergam essas oportunidades de empreender no setor. Criam seu próprio produto ou serviço educacional para resolver um problema que eles ou seus colegas encontraram na sala de aula, desenvolvendo soluções criativas para a educação.

Um grande exemplo de sucesso é Charles Best, professor de História em uma escola pública do Bronx, nos Estados Unidos, e fundador do popular site de crowdfunding de sala de aula, DonorsChoose.org.

Charles-Best-fundador-DonorsChooseorg-professor-empreendedor-inoveduc
Charles Best, professor de uma escola pública que fundou o DonorsChoose.org (Foto: Reprodução/Internet)

Mas nem é preciso ir tão longe para conhecer um professor que se tornou um teacherpreneur de sucesso. Foi o que aconteceu com Leila Adriano Ostoyke, idealizadora da Escola de Professores do Futuro.

“O que existe, e é urgente aceitarmos, é que vivemos na era digital e não há maneiras de fecharmos os olhos para essa realidade”, disse a professora e empreendedora digital, que também é instrutora Udemy há pouco mais de um ano. Em seu blog, a teacherpreneur fala sobre os sucessos e decepções do empreendedorismo em educação.

Leila-Adriano-Ostoyke-professor-empreendedor-inoveduc
Leila Adriano Ostoyke, que agora ensina professores a empreender em educação (Foto: Divulgação)

Professora há pouco mais de duas décadas, somando quase dez anos de atuação em educação a distância, Leila acredita que o uso das novas tecnologias quebra barreiras geográficas e temporais, ajuda a democratizar o conhecimento e cria possibilidades ilimitadas de negócios.

“Estou convencida de que o empreendedorismo e a educação são duas áreas que podem mudar o rumo de um país e impactar a vida de milhares de pessoas. Os modelos de ensino sempre foram um reflexo ao modelo social em que se vive. Como nossa sociedade vem se modicando constantemente, o papel da escola e do professor também precisa se adaptar constantemente.”

Como saber se posso me tornar um professor empreendedor?

O teacherpreneur está rodeado de oportunidades, evidenciadas pelos métodos educativos ultrapassados que ainda se vê hoje no Brasil. O campo de atuação é vasto. Mas será que enveredar por esse caminho é para você?

Preparamos um teste especial para saber se vale a pena dar essa guinada na sua carreira.

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
debora.thome@folhadirigida.com.br

Ver todas as postagens publicadas por Débora Thomé