Tecnologia também estimula o hábito da leitura pela gameficação

WhatsAppFacebookShare

Tecnologia ajuda a criar hábito de leituraAntigamente, em pesquisas, estatísticas, rankings e dados, o Brasil ocupava uma posição nada favorável no quesito leitura. Com o advento da internet as coisas mudaram, as mídias se adaptaram e projetos surgiram para transformar esse cenário.

Esse mecanismo inovador já é utilizado no país por mais de 127 milhões de pessoas, impactando diversos meios sociais.

Tal avanço tecnológico pode ser caracterizado como positivo para a educação do Brasil, e tem motivado jovens e adolescentes, alunos e professores, a melhorarem, ou melhor aumentarem o hábito da leitura.

Plataforma surge como alternativa para docentes

No ano de 2012, Sven Kottmann, após verificar o cenário da falta de leitura dentro de sua própria casa, com seu filho, decidiu mudar esse panorama.

Uniu-se a professores e especialistas engajados decidindo lutar por essa causa, assim, criaram a plataforma Arkos, cujo principal objetivo é estimular os alunos à leitura de livros que são disponibilizados virtualmente.

O portal oferece aos alunos uma forma interativa e tecnológica de criar o hábito da leitura. Essa geração que cresceu ao redor da era digital, terá a oportunidade de unir o útil ao agradável.

A ideia inovadora abrange estudantes de escolas públicas e privadas do 2° ao 5° ano do ensino fundamental, e já foi testada por mais de cinco mil alunos.

Arkos InovEducA professora Solange Caldas, responsável pelo 5° ano do ensino fundamental na Escola José Emídio de Aguiar, em Barueri-SP, já experimentou a plataforma junto com seus alunos. Ela relatou que conheceu o portal por meio da professora de informática e resolveu testar, pois achou a proposta interessante.

De início, a ideia era que os alunos lessem apenas os livros que estavam disponíveis no portal, mas depois começou a usar os livros da biblioteca da escola e incrementando a proposta do projeto, sem perder a forma lúdica e tecnológica; os alunos respondiam as perguntas online a respeito do que leram.

“Quanto ao rendimento dos alunos é visível um avanço significativo. Muitos alunos não tinham interesse pela leitura. Hoje, para eles ler está se tornando um hábito. E observo que um colega estimula o outro a ler mais, quando comentam entre si os livros que estão lendo e até mesmo emprestando livros pessoais.”

Os alunos inscritos pela professora receberam login e senha individuais, que possibilitava o acesso ao portal de suas casas. Os estudantes conseguem praticar em casa com familiares, jogando e praticando os games de forma sadia.

Games como forma de motivação

O que mais motiva os profissionais a usar o Arkos é a estratégia de gameficação. Os alunos recebem premiações como ranking, pontos, adesivos e medalhas virtuais.

Porém, a professora destacou algo muito importante, esse aspecto de “ganhar” deve ser trabalhado com os alunos para não virar uma competição séria ou uma disputa, e sim algo saudável.

“Costumo explicar aos alunos que o maior ganho é o conhecimento; pois o conhecimento é a única coisa que ninguém pode nos tirar.”

O portal gera uma espécie de boletim para o professor receber o feedback dos alunos, possibilitando o acompanhamento do rendimento de cada aluno.

Arkos InovEduc

“Estão aumentando o vocabulário de palavras, pois quanto mais leem mais contato eles tem com palavras que muitas vezes não eram do conhecimento deles. E tudo isso está se refletindo na escrita também. Nas produções de texto, vejo a preocupação que muitos alunos tem em escrever as palavras corretamente e procuram até mesmo o dicionário para sanar estas dúvidas. Com certeza o portal Arkos se tornou essencial e decisivo para o aumento no interesse dos alunos na leitura. E acredito que este hábito que estão aprendendo agora, vai ficar para o resto da vida deles”, disse a professora Solange Caldas, de Barueri.

O Arkos é sem custo para escolas públicas. Sendo assim, professores, diretores e pais de alunos podem solicitar inscrição pelo portal.

Para escolas privadas o portal tem um investimento. O orçamento pode ser feito online, no site oficial, e oferece planos mensal e anual, possuindo um período de demonstração por 12 semanas.

Mateus Carvalho

Mateus Carvalho

Especial da Folha Dirigida para o InovEduc

Ver todas as postagens publicadas por Mateus Carvalho