O que é robótica?

Letícia Santos
Escrito por Letícia Santos

selo-o-que-eAs escolas têm adotado cada vez mais a robótica como uma ferramenta de ensino. O conceito refere-se à união de um grupo de tecnologias que abrange, engenharia, mecânica, automação e computadores. Nesta área do conhecimento, os objetos de estudos são os robôs, dispositivos que desempenham alguma tarefa.

No ambiente escolar, os professores aproveitam para utilizar a robótica como uma ferramenta capaz de proporcionar aos alunos a possibilidade de experimentar, de forma prática, conceitos aprendidos em sala de aula.

“Só pelo simples fato de que muitos postos de trabalho poderão, e muito provavelmente serão, substituídos por robôs, já deveríamos estar preocupados em entender como funcionam os robôs para que possamos utilizá-los como força de trabalho”, explicou Pedro Chianca, cofundador da RoboGeek, braço de Robótica da SuperGeeks.

Ainda segundo Pedro, a ferramenta é uma importante aliada para desenvolver nos alunos habilidades como a pró-atividade e a capacidade de resolução de problemas.

“O fato de ser uma aula muito mais interativa, onde os alunos participam e põe a mão na massa, faz com que eles se dediquem e se motivem mais a estudar os tópicos propostos.”

Robótica promove uma educação interdisciplinar

Embora seja frequentemente relacionada a matemática e física, Pedro destacou que a robótica abrange diversas disciplinas. Entre elas: biologia, ciência da computação e até mesmo música.

“Hoje a robótica pode ser introduzida como componente lúdico e didático em praticamente qualquer disciplina. Ela permite levar interdisciplinaridade para as aulas e fazer com que as mesmas sejam muito mais interessantes.”

. Escola criada no Vale do Silício quer disseminar o ensino de robótica no país

Diversas atividades podem ser realizadas de forma dinâmica, experimental e colaborativa. Pedro dividiu essas atividades em três grupos:

  • O ensino de programação que é fundamental para construção dos robôs
  • Atividades ligadas ao ensino de eletrônica
  • Atividades voltadas para a construção e interação com os robôs, que estarão ligadas ao programa STEM (Science, Technology, Engineer and Math)

Na SuperGeeks, alunos são estimulados a colocar a mão na massa durante aula de robótica (Foto: Divulgação)

O professor Charles Esteves, do Adoro Robótica, alertou que a incorporação da robótica educacional em sala de aula deve ser feita aos poucos. “O ideal é a inserção dentro da grade aplicando uma vez por semana e escolhendo uma disciplina para fazer a integração de projetos”, disse.

Quantos aos custos para a implementação da ferramenta em sala de aula, Esteves ressaltou que não são necessários muitos gastos. Basicamente, os equipamentos necessários são computadores, placas de prototipagem de baixo custo, como arduino, motores e sensores.

. Escola do Rio usa sucata em projetos de robótica 

“A Robótica de hoje se apropriou da educação maker. Com isso, passou a permitir o uso de elementos de baixo custo. Existem, hoje em dia, diversos kits educacionais do tipo faça você mesmo, como cubit, rut, entre outros, que permitem produzir muita coisa, com pouco dinheiro”, explicou.

Letícia Santos

Letícia Santos

[email protected]