O que é Place-Based Education (PBE)?

selo-o-que-eUm dos principais desafios da educação, atualmente, é desenvolver atividades que coloquem os alunos como protagonistas do processo de aprendizagem. O Place-Based Education (PBE) pode ajudar a solucionar essa questão. Nessa metodologia, os alunos são estimulados a explorar os ambientes — culturais ou naturais — da comunidade onde vivem para elaborar projetos educacionais.

O principal atrativo do Place-Based Education é a possibilidade de trabalhar a interdisciplinaridade de forma fácil para os alunos. A ideia é que os projetos desenvolvidos contribuam para a resolução de problemas reais da comunidade.

O PBE é fundamentado em alguns princípios, entre eles:

  • Pode acontecer no pátio da escola ou outro ambiente da comunidade
  • A aprendizagem se concentra em temas e conteúdo locais
  • As experiências de aprendizagem contribuem para a qualidade ambiental da comunidade
  • A aprendizagem é apoiada por parceiras como organizações, agências, empresas ou governo locais
  • O aprendizado é interdisciplinar
  • As experiências de aprendizagem são adaptadas ao público local
  • O aprendizado serve como base para entender e participar apropriadamente de questões regionais e globais
  • Os programas de educação do PBE são desenvolvidos para alcançar outros objetivos institucionais

O PBE pode ser uma ótima ferramenta para melhorar o engajamento dos alunos com as aulas e incentivar, também, maior participação de pais e demais integrantes da comunidade local nas atividades escolares.

Conheça alguns benefícios do PBE

 

Investir no Place-Based Education pode não ser tão simples, inicialmente. A prática requer criatividade, esforço coletivo e tempo, tanto da escola quanto da comunidade local. O site americano Promisse of place faz parte de um projeto que reúne diversas informações sobre essa metodologia.

. Aprendizagem centrada no aluno é destaque na Bett London 2018

Professores que já testaram o PBE com seus alunos compartilham na página alguns problemas identificados para a implantação da metodologia e dão dicas para resolver essas questões. Entre os principais obstáculos encontrados está a falta de apoio dos diretores das escolas, governantes e instituições locais.

Também é possível encontrar no site uma lista de ferramentas e exercícios que podem ser utilizados por professores que queiram criar iniciativas de Place-Based Education em suas escolas e comunidades.

*Fonte: Promisses of Place