Professora de Ciências inova com aulas repletas de tecnologia

poliedro-tecnologia-ciencias-inoveduc-3
Débora Thomé
Escrito por Débora Thomé

Foi-se o tempo em que lousa, giz e livros eram suficientes para o ensino de Ciências. Pelo menos para a professora Bianca Netto Rodrigues, do Colégio Poliedro, em São José dos Campos (SP).  Para ensinar os conteúdos dessa matéria às turmas de 8º ano do ensino fundamental, a docente utiliza diversos recursos tecnológicos.

Por meio da tecnologia, os estudantes podem visualizar organismos, órgãos, sistemas e ecossistemas em funcionamento. “Hoje, o acesso à informação é mais fácil e rápido. Por isso, o papel do professor vem mudando. E atuamos como mediadores do processo de aprendizagem”, disse a professora.

. Uso de tecnologia em sala de aula precisa de inovação na metodologia para dar resultado

Em todas as aulas, a professora utiliza a lousa digital. O recurso facilita e agiliza o manuseio de diferentes ferramentas, possibilita o acesso à internet, programas da Microsoft, entre outros.

O OneNote, por exemplo, é um programa amplamente utilizado na preparação das aulas. Com o dispositivo, pais e alunos têm acesso às anotações realizadas na lousa durante as aulas.

Tecnologia que inova é bem recebida pelos alunos

Os projetos tecnológicos buscam ampliar os desafios e caminhos de aprendizagem. Além de aprender conceitos da Ciência de forma mais divertida, a aula permite que os alunos tenham contato com linguagem de programação e desenvolvam autonomia na elaboração de jogos.

“O planejamento completo do jogo deve ser pensado e executado pelo grupo, desde o objetivo principal, as regras, o tipo de jogo, sua construção, teste e funcionamento”, explicou a docente.

. Oito pretende se consolidar como hub de inovação no Rio de Janeiro
. Sincroniza Educação oferece inovação disruptiva às escolas

Na opinião da estudante Maria Rita Resende Aquino, de 13 anos, o uso da tecnologia favorece a aula de Ciências. “Como atualmente a vida gira em torno da tecnologia, acho muito legal ter esses recursos na escola, onde passo a maior parte do tempo.”

Projeção de imagens e animações, por exemplo, são úteis para demonstrar o funcionamento de órgãos e/ou sistemas do corpo humano. O uso de realidade aumentada, por sua vez, motiva a curiosidade dos alunos. O recurso tecnológico permite que eles vejam detalhes da estrutura de órgãos e organismos em funcionamento.

As inovações não param por aí. O Departamento de Tecnologia e Inovação do Poliedro auxilia a professora nas pesquisas sobre novas ferramentas disponíveis, ideias de aula e desenvolvimento do projeto. O que permite uma evolução constante do aprender e ensinar.

Débora Thomé

Débora Thomé

Editora-chefe
[email protected]